ApoloWeb Computação em Nuvens

A leveza das nuvens na gestão empresarial

Riosoft disponibiliza ApoloWeb e entra de vez no conceito da computação em nuvem. Redução de custos para usuários é de mais de 50%

O conceito de computação em nuvem nunca esteve tão em evidência. E não é para menos. Cada vez mais empresas de médio e grande porte optam por utilizar servidores fora do ambiente de trabalho, terceirizando esses serviços, reduzindo custos em mais de 50% e aumentando a segurança.

A Riosoft, uma das empresas de TI mais respeitadas do país, com sede em São José do Rio Preto, oferece toda a estrutura necessária para o funcionamento do sistema ERP Apolo incluindo Nota Fiscal Eletrônica, datacenter, servidor, licenças de softwares como MS SQL Server, Windows Server, estrutura de backup, além do completo gerenciamento dos processos.

Estruturas mínimas

Para atender a crescente procura pela terceirização dos serviços de TI, a Riosoft desenvolveu o ApoloWeb,  um completo sistema integrado para gestão empresarial ERP – CRM – BI – Folha – Recursos Humanos – Ponto e Acesso, com altos recursos tecnológicos já totalmente aplicados ao conceito de computação em nuvem.

Uma das vantagens de utilizar o ApoloWeb, da Riosoft, é a possibilidade de contar com  aplicações diretamente da internet, sem que estas estejam instaladas no computador do usuário. Na maioria dos casos, o usuário pode acessar determinadas aplicações independente do seu sistema operacional ou de hardware. O usuário não precisa se preocupar com a estrutura para executar a aplicação: hardware, procedimentos de backup, controle de segurança, manutenção, entre outros, ficam sob responsabilidade da Riosoft.
 
Acesso na internet

O software desenvolvido pela Riosoft atende plenamente as demandas resultantes do novo conceito que se refere essencialmente à idéia da utilização, em qualquer lugar e independente de plataforma, das mais variadas aplicações, por meio da internet, com a mesma facilidade de tê-las instaladas em nossos próprios computadores.

A evolução constante da tecnologia computacional e das telecomunicações está fazendo com que o acesso à internet se torne cada vez mais amplo e cada vez mais rápido. Em países mais desenvolvidos, como Japão, Alemanha e Estados Unidos, é possível ter acesso rápido à internet pagando-se muito pouco. Esse cenário cria a situação perfeita para a popularização da computação em nuvem, inclusive no Brasil.

Custos, segurança e compartilhamento

Optar pela computação em nuvens tornou-se tendência porque assegura vantagens e economia. O novo conceito se contrapõe a custos de manutenção altos e a falta de segurança, problemas aos quais ficam suscetíveis os modelos tradicionais. “Eu sempre comparo com a energia elétrica. São pouquíssimas empresas que possuem um gerador de energia próprio. A maioria opta por usar o das companhias de energia. O mesmo se aplica a nós. Também é uma garantia para as empresas de que não estarão desperdiçando recursos em equipamentos e sistemas que não serão utilizados”, afirma o diretor comercial da Riosoft, Altamiro Castelan. Ele explica que, para reforçar a segurança, é possível optar por manter um datacenter no país e outro fora. “O valor para manter um datacenter fora do país vem caindo muito”, segundo ele.

O compartilhamento de dados e o trabalho colaborativo também se tornam mais fáceis, uma vez que todos os usuários acessam as aplicações e os dados do mesmo lugar (a nuvem). Além disso, muitas aplicações nas nuvens já são feitas considerando essas possibilidades. O usuário pode contar com alta disponibilidade, já que, se, por exemplo, um servidor parar de funcionar, os demais que fazem parte da estrutura continuam a oferecer o serviço.